Cinco lições que o Capitão Kirk (série Jornada nas Estrelas / Star Trek) pode nos dar sobre Gestão Organizacional (texto adaptado por Orlando Pavani Jr. da Revista Forbes)


Capitão James Tiberius Kirk é um dos capitães mais famosos da história da Frota Estelar. Há uma boa razão para isso. Ele salvou o planeta Terra várias vezes, parou o Doomsday Machine, ajudou a negociar a paz com o Império Klingon, manteve o equilíbrio de poder entre a Federação e o Império Romulano, e ainda conseguiu lutar contra os nazistas. Em sua missão de cinco anos comandando o U.S.S. Enterprise, bem como os comandos subseqüentes com tripulações diferentes (4 outras tripulações foram e ainda são a saga do seriado), James T. Kirk era um líder por excelência que liderou sua equipe rumo ao desconhecido com resultados sustentáveis. O Sucesso de Kirk não foi por acaso. Seu estilo carismático de comando e com alto poder pessoal demonstra um profundo conhecimento de liderança e como manter uma equipe que consegue repetidamente, independentemente dos perigos enfrentados, resultados. Aqui estão cinco das lições de liderança que você pode tirar o capitão Kirk quando você pilota sua própria organização em futuros desconhecidos:

Leia o artigo na íntegra

CULTURA ORGANIZACIONAL - Um entrave para as mudanças e para as inovações ou uma característica necessária para não ser volúvel demais diante de tantas invenções.


Cultura organizacional é um tema pesquisado desde a década de 50, mas somente a partir da década de 80 é que se tem dado maior atenção aqui nas organizações brasileiras, preponderantemente por meio dos estudos da Psicologia Organizacional. Encontram-se diversas definições sobre o tema, mas a que parece ter sido a mais aceita foi a de Edgard H. Schein (1994):


"....é o padrão de premissas básicas que um determinado grupo inventou, descobriu ou desenvolveu no processo de aprender a resolver seus problemas de adaptação externa e de integração interna e que tenham funcionado suficientemente bem a ponto de serem considerada válida e, por isto, de ser ensinadas a novos membros do grupo como a maneira certa de se perceber, pensar, e sentir em relação a estes problemas.”

É a partir desta fundamentação que gostaria de versar sobre o assunto! Inevitável falar de Cultura Organizacional sem primeiramente refletir sobre o significado disponível em Wikipédia das palavras EMPIRISMO, CETICISMO e PARADIGMA.


Leia o artigo na íntegra

Pesquisa de Clima Organizacional


Uma discussão antiga e ainda ativa nas empresas é o clima organizacional. Muitos funcionários (talvez insatisfeitos) pedem esse tipo de pesquisa aos seus gestores, talvez como forma de expressar a sua opinião sobre diversos aspectos cotidianos do seu trabalho ou saber o que pensa o colega do lado em relação à empresa em que atuam. Mas muitos não sabem da real importância e dos questionamentos que uma pesquisa de clima organizacional precisa responder; para isso precisamos saber que existem três níveis de clima organizacional a serem compreendidos.

Leia Mais

A importância dos indicadores nas Organizações


Os indicadores medem o Desempenho Global das Organizações, que nada mais é a agregação de valor das partes interessadas e a efetivação dos pressupostos estratégicos.

Os indicadores são extremamente importantes para sobrevivência das organizações. Tenho percebido em minhas constantes visitas, em empresas públicas e privadas, que os indicadores ainda não estão sendo utilizados para tomada de decisões e, quando estes indicadores existem na companhia, não satisfazem a necessidade do gerente, obrigando-o a agir pela própria experiência.

Leia o artigo na íntegra

Entrevista - As emoções sempre estão presentes no dia a dia dos profissionais


Quando uma empresa contrata um profissional é perfeitamente compreensível que durante o processo os selecionadores deem a devida atenção ao lado intelectual, técnico e acadêmico de cada candidato que concorre à vaga. No entanto, também é fundamental que as empresas fiquem atentas às competências comportamentais dos profissionais.

Leia o artigo na íntegra

Mudança organizacional e administração do estresse


O atual cenário do ambiente corporativo é cada vez mais dinâmico e obriga às empresas adotarem uma postura diferenciada. A mudança, em vários ângulos, é um processo difícil e tenso, e no que diz respeito a mudanças organizacionais, pode-se dizer que tais processos afetam o clima organizacional, pois os colaboradores que a elas se submetem, apresentam um misto de expectativas positivas e receios em relação ao novo.



Leia o artigo na íntegra

O valor por trás do dado bruto



 
Atualmente muito se ouve falar em inteligência de mercado, análise setorial, valor da informação. Quem tem maior conhecimento sobre o andamento do seu negócio e os passos dos seus principais concorrentes sem dúvidas sai à frente num mercado cada vez mais competitivo. Seja lá qual for o segmento, hora ou outra bate à nossa porta um novo lançamento, uma nova tecnologia que nos faz pensar: qual é o reflexo disso sob o meu negócio?


Leia o artigo na íntegra

O custo da não qualidade nas empresas


Muitos falam sobre a importância em manter um sistema de Gestão da Qualidade. Sob este aspecto, podemos classificar as empresas que buscam sistemas como este em dois tipos: aquelas de necessitam da certificação para legitimar a necessidade de um cliente específico (o famoso "prego na parede”), e aquelas que de fato implementam um sistema de gestão da qualidade para melhoria contínua.



Leia o artigo na íntegra

A importância dos indicadores para administrar suas finanças


A preocupação com as finanças pessoais é natural para a grande maioria das pessoas; e muitos são os casos de inadimplência no Brasil, afinal já virou senso comum dizer: "quem não faz dívida não cresce”. Escrevo hoje para alertar sobre os riscos do endividamento pessoal sem controle. Afinal de contas, quantos de nós temos estes controles de maneira detalhada e objetiva?

Leia Mais

Tocar ou Gerenciar sua empresa?


Muitos empresários garantem que "gerenciam” suas empresas; mas o que é exatamente gerenciar uma empresa? Um bom gerenciamento caracteriza-se preponderantemente pela postura sistêmica e ativa de, profissionalmente, "Interferir” em algo para, mediante esta interferência, conquistar otimização de resultados ou ainda reversão de tendências negativas.



Leia o artigo na íntegra

Os benefícios da administração do tempo


A administração do tempo pode ser definida como uma ferramenta gerencial, que tem por intuito organizar metas tanto pessoais quanto profissionais. Esta organização parte do pressuposto de aperfeiçoar tempo e energia física e mental para a realização de determinadas tarefas. Na organização, é essencial que cada gestor saiba administrá-lo para alcançar a eficácia de todos os processos que estejam em sua responsabilidade.



Leia o artigo na íntegra

A influência das redes sociais na manutenção da gestão por processos


Cada vez mais populares, seja por motivos pessoais ou profissionais, os usuários das redes sociais crescem a cada dia em todo o planeta. Você certamente já recebeu os seguintes questionamentos: "Qual o seu twitter ?”, "Você tem facebook ou orkut ?” ou "Por que não atualizou seu dados no Linkedin?”. As constantes atualizações realizadas pelos usuários de determinadas redes sociais, tais como: Twitter, Linkedin, Orkut, Facebook, Blog, etc., demonstram a rapidez e facilidade pela qual você pode se comunicar com um parente, encontrar um amigo distante que você perdeu o contato na infância ou até mesmo se envolver afetivamente com pessoas. Essas facilidades, de alguma forma, desperta o interesse de todos os participantes em estar sempre antenados no que ocorre entre as diversas atualizações e novidades geradas de acordo com as informações apresentadas pelos seus diversos usuários, proporcionando uma interação muito grande entre os participantes e curiosidade em  estar sempre presente nas ferramentas disponíveis.

Leia o artigo na íntegra

Gestão por Processos e sua relação com a Liderança


Gestão por Processos é um tema relativamente novo. Embora os processos sejam algo que sempre existiram nas organizações, somente agora elas estão descobrindo sua existência, admitindo sua necessidade de compreensão, mapeando-os e gerindo suas companhias à luz do que o processo e seu entendimento permitem.

Leia o artigo na íntegra

O tombamento da gestão empresarial por meio de Processos


Você já dever ter ouvido falar em Gestão por Processos; mas exatamente o que significa gerir uma empresa por Processo? Bom, para responder esta pergunta será necessário explicar as etapas de um projeto de mapeamento de processos. As pessoas entendem que os processos são atividades desempenhadas por um determinado departamento. Isto está errado; processos não se limitam às paredes que dividem as salas de uma empresa, mas permeia diversos departamentos. Chamamos isto de "ponta-a-ponta”. Ou seja, um processo ponta-a-ponta considera a transversalidade de diversas áreas e cargos de chefias distintas de uma estrutura organizacional. Quanto maior a transversalidade, maior a tendência de um processo ser ponta-a-ponta.

Leia o artigo na íntegra

Esforço do Cliente x Fidelidade


No mercado competitivo de hoje, muitos gestores estão focados na idéia de encantar o seu cliente para assegurar sua fidelidade.  Uma pergunta que não podemos deixar de lado: Quantas vezes você como consumidor não comprou mais de uma empresa por conta do atendimento? Ou melhor, quantas vezes você escutou alguém prestigiar uma empresa por receber um atendimento exemplar? Provavelmente não muito.

Leia Mais

Gestão POR Processos só para quem pode.


Com a globalização mundial, a rapidez que as coisas acontecem, impulsionadas pela velocidade da internet e das redes sociais, acendeu a necessidade de sincronizar departamentos e gerir empresas de forma integrada, racional e tomar decisões pautadas em evidências. Uma ferramenta para oportunizar esta mudança é o mapeamento de processos, que oportuniza a Gestão por Processos.

Leia Mais

A Gestão POR Processos (BPM) pode ser utilizada na Cadeia de Suprimentos?


Não é novidade nos tempos atuais que as companhias e organizações tenham a necessidade de satisfação plena de seus clientes, excelência em realizar suas operações e/ou serviços, realizar as entregas no tempo programado e na quantidade correta, reduzir ao máximo seus níveis de estoque, atingir alto padrão de competitividade para com seus concorrentes e tudo isso com baixo custo e consequente preço acessível para o mercado.


Leia o artigo na íntegra

Seus atendentes de SAC (PA’s) têm problemas de repetitividade e reprodutividade nas interpretações e registros das chamadas?!


É altamente relevante, num ambiente de atendimento e resolução de problemas do consumidor (SAC’s), poder garantir que os atendentes sejam capazes de repetir interpretações e registros no CRM para situações quase idênticas ou de reproduzir interpretações e registros no CRM que outro atendente fez em situações semelhantes. Trata-se do conceito de repetitividade (capacidade de uma mesma pessoa manter uma interpretação diante de uma mesma situação) e reprodutividade (capacidade de duas pessoas interpretarem igualmente uma mesma situação).


Leia Mais